BLOG




Com o avanço da idade, nosso corpo sofre mudanças: o metabolismo muda, aparecem as dores nas articulações e a pele envelhece. Mas o tempo interfere ainda no nosso cabelo: os fios também envelhecem. A alopecia senescente, senil ou alopecia involutiva, são os nomes dados para a queda de cabelo causada pela idade.
A alopecia senil é um tipo específico de rarefação dos fios e ocorre em pessoas com mais de 60 anos. Com o avanço da idade, os fios ficam brancos e o cabelo fica mais fino e esparso e até couro ressecado, bem diferente de como costumava ser. A alopecia senil faz parte do envelhecimento natural dos fios, provocando a queda mais intensa e a demora na renovação dos cabelos.
O processo é bem parecido com a calvície, mas os motivos são diferentes. A calvície tem a influência genética e hormonal. No caso da alopecia senil o motivo principal está relacionado ao envelhecimento do organismo, o estresse oxidativo. O cigarro, o álcool, a má alimentação e o sedentarismo ajudam a acelerar este processo.
A alopecia senescente acontece mesmo em idosos que não têm predestinação em serem calvos ou que tenham histórico de calvície na família.
Outro fator agravante para as mulheres é a perda do estrógeno na época da menopausa. O estrógeno é um hormônio positivo e estimulante para o cabelo e sua ausência também favorece o afinamento e embranquecimento do fio.
Existem diversos tratamentos que podem estimular o crescimento e deixar os fios mais fortes. Se você perceber o envelhecimento capilar, procure orientação de um dermatologista especializado. O dermatologista é importante para investigar as causas e indicar o tratamento adequado. A tricoscopia ajuda nesse processo.
Tricoscopia                                                                 
A tricoscopia é um exame bastante valioso e ajuda o dermatologista a investigar bem de perto a saúde do cabelo e do couro cabeludo.  O exame é bastante eficaz e é muito útil para diagnosticar distúrbios comuns como queda de cabelo e calvície.
Através desse método, o dermatologista avalia o formato, calibre, pigmentação e integridade dos fios, alergias, irritações e o couro cabeludo do paciente. A tricoscopia é feita no consultório e além de ajudar a diagnosticar doenças logo no início, é ideal para avaliar se o tratamento indicado está evoluindo.


0 Comentários